Escritos - página anexa destinada a postagem de obras autorais

16 de out de 2014

Tormenta - Capítulo 9

O som baixo do trinco da porta tira minha atenção dos papéis.
A larga porta metálica se abre e Andrew está lá, com seu sorriso enviesado e olhar analisador.
    Eu estive durante toda a manhã estudando a família Helvet. O primeiro Helvet contado nos registros foi Clementine Helvet, a matriarca, considerada uma lenda. Ela estava entre os cinco nomes dos construtores do país, aqueles que juntaram os cacos, abaixaram a poeira e se reergueram no meio de um mundo completamente destruído.

"Posso entrar?" - Ele pergunta com a voz suave.

"Não há scanner nas portas?"
   - Pegunto com um pouco de acidez na voz.

"Sim." - Ele responde, com seu irritante tom de voz equilibrado. - "Mas eu tenho autorização para entrar onde eu quiser aqui, mesmo assim, estou pedindo sua permissão."

"Já está dentro mesmo."
   - Solto indiferente. Ele solta a porta e caminha lentamente em minha direção. Andrew possui um constante ar de tranquilidade, como se ele conhecesse tudo o que está em sua frente; sempre me olha como se eu fosse um livro aberto, ao passo em que eu não sei o que fazer com ele.

"Vim aqui para parabenizá-la pelo cargo."
     - Ele diz. Eu pouso a caneta na mesa e cruzo os dedos, encarando-o.
"Nós somos quase uma família aqui dentro, e fico muito feliz ao ver uma nova integrante."

"Que interessante."
    - Solto, com sarcasmo. Então eu mordo a língua ao lembrar que podemos estar sendo filmados; ele não é seu inimigo, Daphne, digo a mim mesma, só está fazendo um personagem.



"Então, o que está achando do novo chefe?"
    - Ele pergunta, ignorando meu comentário.

"Muito atarefado, mas todos vocês são, não é?"
    - Digo.
"Inclusive, me surpreendo ao vê-lo tão livre a ponto de me fazer uma visita."

"Sempre há tempo para pessoas como você."
    - Ele diz, com a voz arrastada. Seus olhos demonstram toda a diversão em me ver irritada.

 Um fraco e agudo som freia minha resposta ácida.
 Trata-se da notificação vinda de uma fina tela de LED - quase tão fina quanto uma película -, tamanho médio, embutida no centro da minha mesa.    
 Mensagem de Richard.

"Tenho que ir."
    - Digo secamente, enquanto me levanto.
Ele me encara curioso e eu o deixo lá, sem mais uma palavra.

   Os únicos Helvet vivos em Calanma - além do atual presidente - são Richard e os dois irmãos mais novos, Jaime e Prudence. Até agora, a única coisa que sei é que todos eles trabalham em algo relacionado ao governo e que Jaime, o irmão do meio, é um militar influente. Richard se tornou juiz e veio trabalhar na DGJURC quando ainda estava terminando os estudos. Ele foi projetado e programado para se tornar um presidente; passou a vida inteira se preparando para isso e agora está só esperando que o velho Edmund Helvet morra.

"Terri!"
   - Uma conhecida voz feminina me chama, de longe. A moça alta que me lembra um leopardo está ao meu lado num instante, sorrindo para mim.
"Parabéns. Fiquei sabendo que conseguiu o cargo."

"Obrigada." - Digo gentilmente.

"Eu sou Sarah Stut, secretária do conselho."
     - Ela diz, estendendo a mão para mim.
"Provavelmente vamos nos ver bastante, já que trabalhamos no mesmo andar e tudo..."

"Muito prazer Sarah." - Digo. - "Olha, eu gostaria de ficar conversando com você, mas o Sr Helvet está me chamando e..."

"É claro, claro..." - Sarah me interrompe. - "Não é bom deixar o Sr Helvet esperando, não é mesmo?"

Eu apenas lhe ofereço um meio sorriso em resposta.
Faço uma anotação mental em relação a ela enquanto caminho em direção a sala de Richard.
Sarah Stut pode me ser uma boa fonte de informações.
   Richard nem sequer levanta a cabeça quando entro em sua sala. Ele está absorto tocando em telas e conferindo documentos. Uma mecha de seu cabelo castanho cai em sua testa e ele ordena, com os olhos ainda em seus papéis:

"Terri, tenho um trabalho para você. É sobre meu casamento."
    - O assunto me chama atenção, e uma euforia brota dentro de mim. Mais informações. Mais uma forma de penetrar na vida do homem que vou assassinar.
"Quero que vá até Anshelf House. Imediatamente."